Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9
discoverazores.org

"Coisas que não se vê todos os dias"

2016-06-15

"Coisas que não se vê todos os dias" estão no Fringe

Uma gruta húmida, onde literalmente a água pingava, não é o local mais favorável para instrumentos de corda. Mesmo assim, o programa do fim-de-semana passado do Azores Fringe incluiu um concerto do Grupo de Cordas Ilha Negra, no coração da Gruta das Torres.

Amarrar adultos, com elástico de costura, em pleno palco central do local do Lagido, também não parecia a ser uma boa ideia para os jovens da ilha. Mas, o jogo artístico aconteceu com a participação de um grande grupo e transformou uma tarde de bruma numa tarde repleta de sorrisos e até gargalhadas, à moda do Pico.

Carvão e gesso a serem picados em plena praça da Gare Marítima da Madalena, com o vento a soprar os pós pelo ar, também não dava indicação para um possível produto artístico final. Rebecca Moradalizadeh, artista luso-iraniana, veio pela primeira vez aos Açores e o seu projeto deixou uma peça efémera e uma performance que causou muita curiosidade a quem se movimentava no transporte marítimo, entre as ilhas do Pico e do Faial. "São coisas que não se vê todos os dias," disse uma senhora, de meia idade, ao passar pelo local da atuação.

"Isto é o Fringe!" diz Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts, a associação que apresenta o festival internacional de artes Azores Fringe. "Os artistas e as suas ideias vão criando momentos únicos para as audiências, desenvolvendo os seus estudos e trabalhos artísticos, entretendo as populações, fazendo com que questionem assuntos que raramente se fala, proporcionando conversas que, ao fim do dia, educam e nos ajudam a ver uma vida melhor. Pode ser apenas naquele instante ou pode ter repercussões gigantescas que nos acompanham para o resto da vida. Isto é o poder das artes."

Azores Fringe continua com programação diária na ilha do Pico, o epicentro do festival. Eventos ao vivo e workshops também estão ainda no programa para as ilhas do Faial e São Jorge. O programa nas ilhas da Graciosa, Corvo e Flores já encerrou. As outras ilhas ainda têm apresentações shorts@fringe, sessões de curtas metragens. Para além disso, há exposições que podem ser visitadas diariamente no Pico, Faial, Flores e, a partir do dia 18, em São Jorge. A quarta edição do Azores Fringe acontece nas 9 ilhas dos Açores, um dos grandes objetivos da associação foi atingido. www.azoresfringe.com


DEIXE A SUA OPINIÃO
LEAVE YOUR OPINION

OUTRAS NOTÍCIAS
OTHER NEWS

Vitor Oliveira do AnimaPIX ao WB Festiva...

2017-12-10 23:07:02

AnimaPIX promete mais oportunidades no futuro ...

LER +

Anime encerra AnimaPIX

2017-12-02 09:41:16

Anime, o melhor do cinema japonês apresen...

LER +