Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9
discoverazores.org

Paragem de autocarro - nova pintura mural

2019-09-17

Paragem de autocarro é a nova peça de arte e atração na ilha do Pico


Em residência artística durante o Festival Cordas, a artista micaelense Andreia Sousa pintou o seu primeiro mural ao ar-livre. A tela foi uma paragem de autocarro, localizada na freguesia da Candelária, ilha do Pico, e cedida pelos Serviços Regionais de Obras Públicas.

Inspirada por fotografias que abrangem várias décadas, a artista pintou alguns tocadores de instrumentos de corda da freguesia da Candelária. O mural na paragem de autocarro, ou camioneta, como os locais dizem, é uma continuação do projeto Com(Cordas) que a artista desenvolve com a associação MiratecArts. "Tenho muito respeito e admiração por esta jovem artista" diz Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts. "Andreia já propôs vários projetos mesmo sabendo que as condições não são as melhores, investindo uma semana na ilha do Pico, a pintar na berma da estrada regional. É um trabalho de excelência, que homenageia tradição e que deve ser respeitado por todos nós."

Esta foi a segunda vez que Andreia participou no Festival Cordas, sendo que na edição anterior pintou uma tela de oito metros quadrados que está em exposição na Biblioteca Municipal da Madalena. Estes trabalhos homenageiam a arte e tradição de instrumentos de corda da ilha. O Pico sempre foi muito rico em cordofones, especialmente a freguesia da Candelária que já chegou a ter duas tunas em simultâneo. Hoje, continua com o mais antigo grupo folclórico de Portugal, o Grupo de Folclore da Casa do Povo da Candelária, que o referido mural tem em representação o senhor Manuel Paulino Dias na viola da terra, na sua tenra idade de 85 anos. A Casa da Música da Candelária é outro ponto de referência e que tem vários grupos desde fados, cordas e o duo Laurindo Cardoso e José Fontes que também estão representados no mural e estavam presentes para uma chamarrita, na inauguração, no domingo passado.

O mural é completo com pinturas inspiradas por fotografias de outras eras de Manuel Furtado Cardoso, que ainda dá uns toques no violão, de vez enquanto, e os já falecidos Manuel Garcia, com a maior viola da ilha, e o Mestre Francisco de Matos, que ensinou música a centenas de pessoas durante o seu tempo nesta terra.

MiratecArts continua a coletar fotos antigas de tocadores de instrumentos de corda com o intuito de inspirar futuras obras. www.mirateca.com
--- ---
Foto: Helder Gonçalves 


DEIXE A SUA OPINIÃO
LEAVE YOUR OPINION

OUTRAS NOTÍCIAS
OTHER NEWS

Macaronesia Arts Network

2019-10-29 09:22:27

Terry Costa lidera Macaronesia Arts Network

 ...

LER +

Spotlight Finland no Cordas 2020

2019-10-28 18:18:55

Finlândia em destaque para Festival Cordas 202...

LER +