Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9
discoverazores.org

Rostos e História em Arte Pública

2015-06-28

Rostos e História em Arte Pública

Dezenas de artistas de artes plásticas participam no Azores Fringe Festival. As suas criações e mostras de várias temáticas faz com que o Fringe seja o festival mais ecléctico do país.
Na passada semana, Coletivo Nora de Aqueda e Teresa Rego do Porto deixaram sua marca na ilha do Pico com duas intervenções artísticas que vão ser adicionadas ao já popular Roteiro de Arte Pública na Madalena, Pico.
"Picarotos" é o título da obra de Teresa Rego, que se encontra na fachada da Rádio Pico. Os rostos são uma representação da população da ilha.
A ilustração foi baseada no logotipo na carrinha da rádio. A linguagem com que foi representada, os retratos e caras que definem os pormenores da obra, permitem que cada pessoa, cada Picaroto se possa identificar a si ou a alguém na obra, e que ao mesmo tempo experiencie vivências diferentes com o jogo de escalas presente no trabalho. "O tom maioritariamente azul foi inspirado na cor dominante que rodeia a ilha," diz a autora.
"Quando o navegador Fernando Álvares Evangelho foi deixado na Ilha do Pico, o mar estava tão revolto que a caravela que o trazia, não conseguiu largar mais ninguém em terra para além dele e de um pequeno cão. Essa foi a sua companhia durante o ano que passou solitário neste local. Muita coisa deve ter passado pela cabeça do navegador durante tanto tempo sozinho, quem sabe até, não tenha imaginado a Ilha do Pico como ela é hoje," assim apresentam César Pereira e João Balreira, o duo Coletivo Nora, a sua nova obra.
Quem me dera, é uma instalação do Coletivo Nora no Jardim dos Maroiços na Madalena, onde se retrata este pensamento idílico do que é hoje a ilha da montanha, com as suas casas de pedra vulcânica, violas da terra, janelas e lagartos, tal como visionado pelos artistas na sua experiência com a ilha.
A ilha do Pico e o Roteiro de Arte Pública na Madalena assim estão mais ricos com estas novas obras para todos apreciarem. "Respeito pela arte pública é necessário," diz Terry Costa, o diretor artístico da associação MiratecArts que organiza todos estes trabalhos. "Arte pública é para todos e todas e não só para alguns. Por isso desejo mais uma vez salientar que remover uma peça para levarem para sua casa ou destruírem só porque há essa oportunidade, não é ser um cidadão digno. Faço um apelo à cidadania que respeitem a arte pública para que os artistas continuem a criar e deixar suas marcas connosco, só assim todos nós ganhamos."
O Roteiro de Arte Pública na Madalena, Pico, continua a crescer e pode ver seu desenvolvimento através do site da associação www.mirateca.com


DEIXE A SUA OPINIÃO
LEAVE YOUR OPINION

OUTRAS NOTÍCIAS
OTHER NEWS

Vitor Oliveira do AnimaPIX ao WB Festiva...

2017-12-10 23:07:02

AnimaPIX promete mais oportunidades no futuro ...

LER +

Anime encerra AnimaPIX

2017-12-02 09:41:16

Anime, o melhor do cinema japonês apresen...

LER +