Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9
discoverazores.org

Há música no Fringe

2015-06-21

Há música no Fringe

O Azores Fringe Festival continua em força apresentando as mais variadas formas de arte, por vezes em localidades menos esperadas. A Gruta das Torres acolheu esta semana o duo de violoncelo Urban Music String. Da capital de Portugal para a ilha montanha, Gui Rodriguez e Sofia Rodrigues apresentaram um repertório vasto neste auditório natural que é a Gruta das Torres. Este foi o segundo concerto do duo no festival, depois de se terem apresentado no Auditório do Museu dos Baleeiros.
"Música faz parte da nossa vida, e tal como outras artes ajuda muitas pessoas no dia a dia," assim começou Terry Costa, diretor artístico da MiratecArts, na apresentação do concerto. "No Fringe somos criativos na apresentação de música focando em solos, duetos e trios devido aos custos elevados de apresentar bandas. Mas claro, não podia passar o maior festival de artes dos Açores sem ter música. No Fringe, tudo é apresentado com o mínimo possível, a ideia é de apoiar o maior numero de artistas."
A viola da terra dos Açores, piano, viola rebeca, saxofone e trompete foram alguns dos instrumentos que já fizeram parte desta terceira edição do Azores Fringe. Na noite de quinta-feira a apresentação foi com a Casa da Música da Candelária, e um cheirinho do mais tradicional com a chamarrita. Um evento que mostrou a necessidade de mais educação em termos de instrumentos de corda. Um apelo de Manuel Serpa para as entidades e os pais de apresentarem e incentivarem suas famílias a "aprender bandolim, viola da terra e outros instrumentos de corda, para que a chamarrita não morra com as novas gerações."
Terry Costa ainda apresentou um modelo de espaço museu e centro de atividades como o Paço do Frevo na cidade do Recife em Pernambuco, Brasil, que incentiva não só visitas para melhor conhecerem esta dança, mas também apresenta atividades paralelas como exposições contemporâneas temáticas, escola de dança e música, convívios para dar cada vez mais vida a este bailo que já é Património Imaterial da Humanidade. "A Chamarrita é algo nosso, e por isso não devemos esquecer, especialmente agora que está vendo mais luz na nossa terra. Devido a sua estrutura seria um ganho para participação turística. É a hora certa de avançar com um tipo de centro como o Paço do Frevo, não só por questões turísticas mas também educativas."
Já apresentado em passados eventos durante o Fringe, MiratecArts tem planos e projetos que vão elevar a viola da terra a outro patamar. Assim, a entidade deseja de adicionar a chamarrita nessa lista de projetos que necessitam de pesquisa e mais apresentação no mundo de hoje.
A viola da terra recebe mais um evento no Fringe este sábado na Câmara Municipal da Madalena. Renato Bettencourt vem da ilha de São Miguel com um repertório que vai desde o tradicional ao original, acompanhado na guitarra por Pieter Adriaans. Raimundo Leonardes por sua vez sendo um construtor de violas vai apresentar alguns moldes e conversar sobre a construção deste instrumento mais único da nossa região.
Para mais eventos no Fringe visite www.azoresfringe.com 


DEIXE A SUA OPINIÃO
LEAVE YOUR OPINION

OUTRAS NOTÍCIAS
OTHER NEWS

Pedro Silva no Azores Birdwatching Arts ...

2017-10-17 21:39:08

Fotógrafo Pedro Silva destacado no Azores Birdwat...

LER +

Galeria Costa no Azores TOP 10

2017-10-11 00:12:58

Galeria Costa nomeada para o Azores Top 10

 ...

LER +