Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9

Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/discove1/public_html/news/header.php:4) in /home/discove1/public_html/news/header.php on line 9
discoverazores.org

Galeria Costa ganha mais arte com o Fringe

2017-07-09

Galeria Costa ganha mais arte com o Fringe


Durante o festival internacional de artes, Azores Fringe, dezenas de artistas conheceram a MiratecArts Galeria Costa. Um quilómetro de arte, entre a paisagem da cultura da vinha, arbustos e floresta: instalações, pinturas, esculturas e locais de interesse com o objetivo de desenvolvimento de arte na natureza, podem ser visitados pelo público, a qualquer hora, porque a galeria é literalmente ao ar livre.

"É um terreno com mais de 20 mil metros quadrados para experimentação e uma experiência a não perder" diz Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts. "Aqui, os artistas podem desenvolver novos projetos inspirados pela natureza, incentivados por temas da nossa terra e deixá-los para o resto do mundo apreciar." E, assim, acontece todo o ano, mas em especial durante o Azores Fringe.

Nesta temporada, a Galeria Costa ganhou novas intervenções. A "Saia da Barrica" foi a peça construída pelos participantes do Projeto Tricô, incluindo uma dúzia de mulheres do Pico e ainda uma peça especial tricotada pelo Steven Vieira, luso-canadiano que visita anualmente a ilha dos seus antepassados. A Colombiana Camila Galofre construiu "Utopia Pessoal", uma peça de land-art que abrange mais de 300 metros quadrados de floresta. O Canadiano David Swartz passou um fim de semana no Pico, suficiente para dar seu contributo com a peça "Whales on Ladders", instalada no meio da vinha. O picuense Manoel Costa construiu uma peça que vai desde a pintura à escultura, assim, dando vida à "Gruta do Cagarro". O português Guilherme Gamito voltou à ilha, pela segunda vez, deixando "Wishing Wall" na parede de reforço da Estrada Regional.

"Tás co’ olho" é a segunda intervenção do Coletivo Nora, na ilha do Pico. Os artistas oriundos de Águeda, cidade geminada com a Madalena, já têm uma peça no Jardim dos Maroiços. O principal foco deste novo trabalho foi a criação de um local de fruição para a vinha, com a montanha do Pico em pano de fundo, assim, enquadrando na Galeria Costa. Recorrendo ao uso do bloco de betão e gabião com pedra vulcânica da ilha, a escolha do amarelo como principal cor, cria um contraste sobre o preto dominante da paisagem.

"Clayjelly" foi uma experiência de transferência fotográfica acrílica, usando pedaços de telha de barro quebradas, encontradas na vila da Madalena. As luas geleias são fotos capturadas em Toronto, mas as espécies são encontradas nas águas do Pico. "Durante a minha estadia nos Açores, conheci muitas pessoas com história ou família em Toronto, então acho que estas peças se sentirão em casa na MiratecArts Galeria Costa", explicou a artista Jessica Lin.

A MiratecArts Galeria Costa também incentiva a escrita. Vários escritores açorianos já se expressaram com as suas palavras sobre algumas das instalações, ou mesmo a propriedade em geral, como a Helena Pereira que nos deixou o poema "pelos caminhos..." que será montado na entrada da propriedade.

Visite a MiratecArts Galeria Costa, mais detalhes no site www.mirateca.com

--- ---

Pelos caminhos da MiratecArts Galeria Costa
por Helena Pereira

Tu, viajante, que divagas no fluir constante das infusões do infinito…
Olha à tua volta.
Aqui, onde a lava fez-se pedra negra e presente.
Aqui, onde o sangue telúrico se mostra na arte e no engenho da escultura do tempo.
Ouve o que está à tua volta. Escuta o manifesto silêncio…
Sente esta Terra, o bater do seu coração, toda a sua grandeza, o génio e o invento, deste tempo e de outros. De todos os tempos.
Tu, viajante, acompanhas o rumo de algo que se ergue através de ti e te inspira. Como a montanha que te abraça…
Sedento segues o fluxo e com sede de ter sede, continuas.
Inundas-te, então, nos teus passos em ensaio, caminhas numa infinidade de trilhos possíveis, esquadrinhando galáxias e Universos em busca da criação maior.
Nesse momento, a pedra negra mostra-se como uma tela branca, mostra-se disponível a um sorriso. Um sorriso de pedra!
E como na pedra esculpida a criação não está completa, nem se esgota, surge assim a imprevisível mancha colorida, como se estivesse num mar revolto ao sabor das ondas e dos marinheiros...
Pelo caminho, surge a cadeira, o cesto, a manta viva, a reinvenção da cultura e da memória, que oferece um descanso à criação…a contemplação no sonho de cada dia.
Surgem os sons dos antepassados perpetuados no agora… E entregas-te à natureza da Arte, estás disponível para a cocriação desta verdadeira história de amor que perdura com esta Terra…
E nesse momento és lava, pedra, montanha em ti mesmo!

--- ---
Foto: Coletivo Nora por Davide Sousa 


DEIXE A SUA OPINIÃO
LEAVE YOUR OPINION

OUTRAS NOTÍCIAS
OTHER NEWS

Vitor Oliveira do AnimaPIX ao WB Festiva...

2017-12-10 23:07:02

AnimaPIX promete mais oportunidades no futuro ...

LER +

Anime encerra AnimaPIX

2017-12-02 09:41:16

Anime, o melhor do cinema japonês apresen...

LER +